Pular para o conteúdo

DPPE VISITOU NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA (17-03) AS COMUNIDADES DE AREINHA E BODE NO BAIRRO DO PINA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

A Defensoria Pública de Pernambuco, por meio do Núcleo de Terras, Habitação e Moradia, visitou, na sexta-feira (17.03), as comunidades Areinha e Bode, localizadas às margens da bacia do Pina, na  zona sul do Recife.  

A visita teve por objetivo averiguar informações prestadas por moradores e membros de movimentos sociais sobre a retirada de 900 casas da beira da maré após o anúncio do projeto de urbanização do Pina, da Prefeitura do Recife. 

Relatos colhidos pela equipe da DPPE durante a visita, denunciam que as unidades habitacionais do conjunto Encanta Moça não comporta todas as famílias que estão para serem removidas da bacia do Pina. Além disso, há indícios de que o projeto de urbanização não atende, de forma efetiva, às necessidades profissionais das marisqueiras e dos pescadores da região.

De acordo com Isabel Paixão, Defensora Pública e Coordenadora do Núcleo de Terras Habitação e Moradia, nas duas comunidades visitadas pela Defensoria Pública, é imensa a quantidade de casas de alvenaria, individualizadas e estruturadas. “Os moradores ainda reclamam da falta de transparência, por parte da Prefeitura, sobre este projeto e muitas famílias estão desesperadas sem saber onde irão morar nem trabalhar”, explicou.

Além de Isabel Paixão, ainda participaram da atividade a Defensora Pública Bruna Eitelwein e a colaboradora Paula Albuquerque.

Notícias Recentes

Siga-nos

Notícias Mais Lidas

DPPE INFORMA

COMUNICADO IMPORTANTE A partir desta sexta-feira (23) até o dia 30 de junho, a Defensoria Pública de Pernambuco funcionará em regime de plantão. O atendimento

Leia Mais »

Quem Somos

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco é o órgão que cumpre o DEVER CONSTITUCIONAL DO ESTADO de prestar assistência jurídica integral e gratuita à população que não tenha condições financeiras de pagar as despesas de um advogado. Essa gratuidade abrange honorários advocatícios, periciais, e custas judiciais ou extra-judiciais.

Canais de Comunicação

Agendamento da Capital:
Redes Sociais:

© 2024 Todos os direitos reservados

Pular para o conteúdo