Pular para o conteúdo

DPPE realizou reunião com a Rede local de atendimento às mulheres em situação de violência

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

No dia 18 de outubro de 2023, foi realizada, a convite da Defensoria Pública por meio da Defensoria da Mulher do Núcleo de Igarassu, uma reunião com a Rede local de atendimento às mulheres em situação de violência, ocorrida no CTEN (Centro de Tecnologia, Empreendedorismo e Negócios), espaço cedido pela Prefeitura @professoraelcione para a realização do evento.

Participaram 15 instituições, ausentes tão somente as Delegacias de Polícia de Igarassu, que justificou sua ausência, e de Cruz de Rebouças:

  • a Defensoria Pública, que convocou a reunião, por meio da Defensora Pública Luana Dorziat e sua assessora Maria Sofia de Albuquerque;
  • o Ministério Público, representado pela assessora da 4ª Promotoria de Justiça com atribuição para atuação na violência doméstica, Jéssica Maria Pessoa de Souza, acompanhada da estagiária criminal Erica Milena de Lima;
  • a Vara da Mulher de Igarassu, por meio da Juíza Rubia Celeste e sua equipe do de Apoio Psicossocial, a assistente social Mônica Gomes e a psicóloga Clarissa Correia;
  • a Secretaria da Mulher, que se fez presente por meio da Secretária Executiva Marcely Brandão, juntamente com parte da equipe técnica do Centro de Referência da Mulher Brites de Albuquerque – a coordenadora e advogada Adelma Ferreira e a assistente social Maria Clara Chaves;
  • a Secretaria de Defesa Cidadã, por seu Secretário Ednaldo Junior, juntamente com o comandante da Guarda Civil Municipal, Adalberto Silva, o guarda municipal Ulisses Gomes e a Patrulha Maria da Penha, comandada pela guarda Rosiane da Silva, acompanhada de sua parceira Cláudia Freitas;
  • a Secretaria de Saúde, por meio da assessora jurídica Hérica Cardoso;
  • a Secretaria de Políticas Sociais, por sua Secretária Rosangela Maria Lima e Secretária Executiva Verônica Ribeiro, responsável pelo CTEN;
  • a Secretaria de Desenvolvimento Social, representada por Elizabeth da Silva;
  • a Secretaria de Educação, representada por Ivanize de Lima e Bárbara Brito;
  • os Conselhos Tutelares de Igarassu e de Cruz de Rebouças, por meio das conselheiras (re)eleitas Cristina Leite, Edriana Oliveira e Ana Dergy Lopes e Almir Bezerra, respectivamente;
  • o 26º Batalhão da Polícia Militar, representado pelo 2º Tenente Floro Martins e pela 3ª Sargenta Débora Regina

Na oportunidade, todas as instituições presentes puderam se apresentar e explicar suas atribuições no Atendimento às Mulheres em Situação de Violência, bem como as limitações de seus órgãos e as maiores dificuldades enfrentadas no desenvolvimento de suas atividade. Foi discutida, ainda, a criação de um Manual de Fluxos de encaminhamentos de demandas dentro da Rede, cunhada de RAMCAVIG (Rede de Atendimento à Mulher e Combate às Violências de Gênero), por sugestão do Secretário e Chefe de Gabinete Ednaldo, que seria pensado e elaborado por um Grupo de Trabalho designado na ocasião, com representante de todos os órgãos presentes.

A assistente social do NAP (Núcleo de Apoio Psicossocial) da Vara da Mulher, Mônica Gomes, comentou sobre a relevância e importância do evento como uma ótima oportunidade de articulação: “A reunião foi excelente! Uma das maiores iniciativas de articulação intersetorial que já vimos nos últimos anos na cidade onde atuamos. Sem sombra de dúvidas as maiores beneficiadas serão as mulheres e toda a sociedade! Parabéns a organização, sobretudo pelo compromisso com as políticas sociais no Município e parabéns a todos e todas nós que trabalhamos diariamente para garantia dos direitos individuais e coletivos! Feliz em fazer parte desse processo!”

O sentimento foi compartilhado por outras participantes do evento, como a Juíza Rúbia Celeste, para quem “A reunião foi uma excelente oportunidade de conhecimento e fortalecimento de todas as pessoas que representam os equipamentos que compõem a rede de proteção à mulher em situação de violência doméstica e familiar de Igarassu. A integração contínua por meio da construção de fluxos céleres e eficazes permite o acolhimento da mulher e o fornecimento do suporte necessário ao rompimento do perverso ciclo de violência.”

A comandante da Patrulha Maria da Penha, Rosiane da Silva, também expressou sua satisfação com o acontecimento: “Hoje a Patrulha Maria da Penha de Igarassu teve o prazer de participar de uma reunião com toda rede de apoio de enfrentamento a violência contra a mulher do município, que foi extremamente proveitosa, já que pudemos estreitar laços e conhecer o papel de cada ator que atua direta e indiretamente.” No mesmo sentido, a Coordenadora do Centro de Referência da Mulher Brites de Albuquerque, Adelma Ferreira: “Foi um momento ímpar, pois acreditamos que, com o comprometimento de todos os agentes envolvidos, teremos mais celeridade nas demandas e nos atendimentos das nossas assistidas.”

O Grupo de Trabalho criado se reunirá ao longo dos próximos meses, até a próxima reunião da RAMCAVIG, programada para fevereiro/2024, para elaborar uma proposta de Manual de Atendimentos e Fluxogramas que objetiva facilitar os encaminhamentos das demandas dentro da rede, tornando mais eficaz tanto a proteção das mulheres como o seu acesso a direitos e benefícios porventura necessários.

A Secretaria da Mulher, por meio da Executiva, ao comentar o evento, arrematou que “Enquanto a sociedade não assimilar que a violência contra a mulher é um problema que atinge todos, não avançaremos”.

É nesse espírito de construção coletiva que o dia terminou no Município de Igarassu, com o sentimento de que precisamos avançar cada vez mais no combate às violências de gênero e no aperfeiçoamento dos equipamentos de prevenção, proteção e promoção dos direitos das mulheres, com a devida valorização da pauta. Como bem assinalado pela Secretária da Mulher, Ana Maria Guedes “o resultado esperado pela sociedade, concentra esforço, recurso e reconhecimento político da importância da Política Pública para a Mulher […] Fico feliz pelo resultado da reunião e me coloco a disposição para o Fortalecimento da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra à Mulher.”

Notícias Recentes

Siga-nos

Notícias Mais Lidas

Quem Somos

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco é o órgão que cumpre o DEVER CONSTITUCIONAL DO ESTADO de prestar assistência jurídica integral e gratuita à população que não tenha condições financeiras de pagar as despesas de um advogado. Essa gratuidade abrange honorários advocatícios, periciais, e custas judiciais ou extra-judiciais.

Canais de Comunicação

Agendamento da Capital:
Redes Sociais:

© 2024 Todos os direitos reservados

Pular para o conteúdo