Pular para o conteúdo

DPPE realizou o lançamento da campanha em alusão ao “Novembro Negro”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

A Defensoria Pública de Pernambuco realizou, na última quinta-feira (30), o lançamento da campanha em alusão ao novembro Negro. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Ouvidoria Geral da Defensoria Pública, o Núcleo de Defesa e Promoção de Direitos Humanos, o Grupo de Trabalho pela Equidade Racial, e a Rede de Mulheres Negras.

O evento foi realizado no auditório da instituição, localizado na Av. Manoel Borba, 640, no bairro da Boa Vista no Recife, e contou com a participação de representantes do poder judiciário e movimentos sociais.

Segundo o Subdefensor Público-Geral, Clodoaldo Battista, não basta apenas falar de racismo estrutural, mas é preciso projetar em nós mesmo esse sentimento de igualdade. “Diariamente nas audiências de Custódia, nós percebemos o quanto a pele preta é vista de uma maneira diferente da pele branca. Nós precisamos, como instrumento de transformação, romper esse paradigma que assola nossa noção. Precisamos investir cada vez mais em práticas e campanhas para combater o racismo”, frisou.

Durante o uso da tribuna, a Ouvidora Externa, Liliana Barros, agradeceu a Defensoria pelo acolhimento e pela força de vontade da instituição no combate ao racismo. “Sabemos que a maioria do público da defensoria é o povo pobre e preto, e a defensoria tem trabalhado através de ações para fortalecer a ideia do antirracismo”, disse.

Para a Defensora Pública Juliana Paranhos é uma alegria ver acontecer o lançamento dessa campanha. “Estamos felizes pelo momento de hoje, e o objetivo da campanha é que as pessoas vítimas de racismo procurem a defensoria”, disse.

Vale ressaltar que a partir do mês de dezembro, serão fixados cartazes em todos os núcleos da defensoria, reforçando as possibilidades de atuação da Defensoria Pública em casos de racismo e/ou discriminação racial.

Além de demarcar o contínuo compromisso institucional com a pauta antirracista, a campanha também promoverá a educação em direitos para as pessoas usuárias do serviço.

Estiveram presentes o Subdefensor das Causas Coletivas, Rafael Alcoforado, a representante da Rede de Mulheres Negras, Piedade Marques; Elizandra Silva, representando a Deputada Estadual, Dani Portela; a cantora Edcleia Santos, que interpretou a música “Identidade”, além de defensores e defensoras.

Notícias Recentes

Siga-nos

Notícias Mais Lidas

Quem Somos

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco é o órgão que cumpre o DEVER CONSTITUCIONAL DO ESTADO de prestar assistência jurídica integral e gratuita à população que não tenha condições financeiras de pagar as despesas de um advogado. Essa gratuidade abrange honorários advocatícios, periciais, e custas judiciais ou extra-judiciais.

Canais de Comunicação

Agendamento da Capital:
Redes Sociais:

© 2023 Todos os direitos reservados

Skip to content