Pular para o conteúdo

DEFENSORIA PÚBLICA DE PERNAMBUCO PRESENTE NA 69ª REUNIÃO DO CONDEGE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Na quarta-feira (30), aconteceu a 69ª reunião ordinária do Conselho Nacional das Defensoras e Defensores Públicos-Gerais (Condege), com a presença na sede da Defensoria Pública em Belo Horizonte de representantes de 16 estados da Federação. O Defensor Público-Geral de Pernambuco, Henrique Seixas, fez-se presente na reunião.

Representantes de dois estados e da Associação Nacional de Defensoras e Defensores Públicos (ANADEP) participaram por videoconferência. A reunião foi presidida pelo presidente do Condege, Florisvaldo Fiorentino Júnior, Defensor Público- Geral do Estado de São Paulo.

Paralelamente à reunião, a DPMG sedia também a primeira edição do Encontro Nacional de Tecnologia e Inovação das Defensorias Públicas (Enastic Defensorias). O evento, que começou na terça (29/11) e vai até esta quinta-feira (1º) é uma das novidades do Judiciário Exponencial e tem como foco debates sobre os desafios da transformação digital nas Defensorias que, juntas, podem criar o futuro.

Em sua fala de saudação, a defensora pública-geral de Minas Gerais, Raquel da Costa Dias, destacou a reunião do colegiado e o Enastic como uma oportunidade “para pensarmos o futuro da Instituição Defensoria Pública, pensarmos em inovação e sobre o caminho que percorreremos a partir de agora e como o mundo digital pode nos auxiliar a prestar um serviço cada vez melhor”.
O presidente do Condege, Florisvaldo Júnior, abriu a reunião, lembrando que 2022 foi um ano desafiador e a “Defensoria Pública preservou sua musculatura e a sinergia com a população atendida”.


Na sequência da aprovação da ata da 68ª reunião, foram discutidas pautas legislativas de interesse institucional e compartilhadas informações sobre a reunião inaugural com o Superior Tribunal de Justiça (STJ) relativa à parceria para o compartilhamento de dados, voltado a qualificar a litigância estratégica das Defensorias.
Outro ponto analisado pelo colegiado foi o Enunciado 11 da Comissão de Proteção e Defesa dos Direitos da Mulher. A sustentação oral do enunciado foi feita pela coordenadora estadual da DPMG de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres, defensora pública Samantha Vilarinho, uma das integrantes da Comissão.


Finalizando, para embasar o debate sobre o papel da Defensoria Pública no acesso à justiça dentro do conceito do acesso à ordem jurídica justa globalizada, a coordenadora da Câmara de Estudos Institucionais e Estudos de Controle de Constitucionalidade da DPMG, defensora pública Mariana Lima, fez uma apresentação abordando formas que a Instituição pode contribuir para a concretização da Agenda 2030 da ONU.
Em continuidade à reunião, nesta quinta-feira (1º/12), as defensoras e defensores-gerais participam do último dia do Enastic. Inteligência artificial, redes neurais, Legal Design e Visual Law são alguns dos temas que serão abordados.

Notícias Recentes

Siga-nos

Notícias Mais Lidas

AÇÃO DA DPPE EM PORTELINHA

A Defensoria Pública de Pernambuco realizará, na quarta-feira (27), mais uma importante ação de cidadania. ✔️PORTELINHA* Endereço da ação: Associação Renascer da Portelinha – Rua

Leia Mais »

Quem Somos

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco é o órgão que cumpre o DEVER CONSTITUCIONAL DO ESTADO de prestar assistência jurídica integral e gratuita à população que não tenha condições financeiras de pagar as despesas de um advogado. Essa gratuidade abrange honorários advocatícios, periciais, e custas judiciais ou extra-judiciais.

Canais de Comunicação

Agendamento da Capital:
Redes Sociais:

© 2022 Todos os direitos reservados

Skip to content