Pular para o conteúdo

DEFENSORIA PARTICIPA DE INAUGURAÇÃO DO NOVO FÓRUM DE LIMOEIRO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

A Defensoria Pública de Pernambuco participou, na última segunda-feira (17), da cerimônia de inauguração do novo Fórum da cidade de Limoeiro, Desembargador João Batista Guerra Barreto, na Região Agreste do Estado. A Instituição foi representada pelos Defensores Públicos atuantes no local, Guilherme Pullig Borges e Nelson Mendes. 

Além da Defensoria Pública, a solenidade contou com a presença de representantes da Prefeitura do Município, do Sistema de Justiça, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Poder Legislativo, da Polícia Civil e Militar, da Diretoria de Engenharia  (DEA) e sociedade civil. 

Durante a cerimônia, a Orquestra da Sociedade Musical 25 de Setembro concertou os Hinos do Brasil e Limoeiro, bem como clássicos do repertório da música popular brasileira. 

Compuseram a mesa de honra, o Defensor Público Guilherme Pullig Borges, o Prefeito de Limoeiro Orlando Jorge Pereira, o Vice-Prefeito José Barbosa Moreira, o Presidente do TJPE, o Desembargador Fernando Cerqueira, o 1° Vice-Presidente do TJPE, o Desembargador Eurico de Barros Correia Filho, o Desembargador Évio Marques da Silva, o Desembargador Évio Marques da Silva, o Diretor do Foro da Comarca de Limoeiro, o  Juiz Alfredo Bandeira de Medeiros Junior, os Juízes Enrico Duarte da Costa Oliveira, Ailton Gonçalves da Silva, Evandro Cabral, Milton Santana, Edvaldo Araújo e a Juíza Norma Miranda; o Promotor de Justiça Paulo Diego Sales de Brito, o Presidente da OAB Limoeiro Juscelino Ferreira, o Diretor da Escola Legislativa e ex-Deputado Estadual José Humberto Cavalcanti, o Deputado Federal  Ricardo Teobaldo, o Vereador Juarez Antônio da Cunha, o Presidente da Câmara Municipal de Limoeiro, o vereador Juarez Antônio da Cunha, o Delegado de Polícia Civil de Limoeiro Humberto Pimentel, o Coronel Cerqueira, o Major PM Guibson de Souza, a Ouvidora do MPPE Selma Magda Barreto, a Diretora-Geral do TJPE Márcia Carvalho, o Diretor Financeiro do TJPE Clísthenes Andrade Lima, o Secretário de Administração do TJPE Francisco Abreu, o Consultor Jurídico Emanuel Plácido, o Diretor da DEA Romildo Leite, a jornalista Nadya Alencar, o Bispo Francisco Soares Neto (Igreja dos Santos dos Últimos Dias) e o Padre José Ramos da Silva (pároco da Paróquia de São Sebastião). 

A nova estrutura integra uma Vara Criminal, duas Varas Cíveis, uma Vara Criminal, uma Vara da Infância e Juventude, Salão do Tribunal do Júri Juizado Especial Cível, Central de Cartas Precatórias e Rogatórias e o Centro Judiciário de Solução de Conflito e Cidadania (Cejusc). 

Dentre as salas, uma será disponibilizada às atividades da Defensoria Pública. 

Após os cumprimentos, o Defensor Público Guilherme Pullig Borges iniciou o seu discurso parabenizando a entrega do prédio, salientando sua beleza e imponência. “As novas instalações irão conferir maior conforto aos servidores e jurisdicionados. Um ambiente mais digno, que  representa muito melhor o Sistema Judiciário. Algo que vai aumentar a qualidade da prestação dos serviços jurisdicionais, que já conta com profissionais de altíssimo intelecto,” destacou. 

Ele enfatizou, ainda, o caráter de parceria entre as Instituições, tendo a atuação defensorial à disposição do Município. “A Defensoria Pública é função essencial da prestação jurisdicional e que não vai medir esforços para conferir assistência à camada vulnerável da sociedade de Limoeiro,” frisou.

Segundo o Defensor Público Nelson Mendes, “Quanto à inauguração do novo fórum de Limoeiro, posso dizer que se trata de um local amplo, moderno, seguro e inclusivo, sendo certo que os jurisdicionados são os maiores beneficiados com as novas instalações,” disse. 

Para ele, “Todos que buscarem a Casa da Justiça, agora, no Município de Limoeiro, em especial, a fração mais vulnerável da sociedade, encontrará toda a segurança e infraestrutura para solucionarem as suas necessidades,” prosseguiu. 

Ele enfatizou o caráter do local como propício ao desenvolvimento  das respectivas atividades dos servidores do Poder Judiciário, incluindo a Defensoria Pública, de maneira conjunta e célere.

“O  funcionamento eficiente da Justiça concede pacificação para toda a população, principalmente quando esta busca os seus direitos. Portanto, ressalta-se a importância das instalações do Poder Judiciário, devendo ser concebido também como um espaço de cidadania,” concluiu.

Notícias Recentes

Siga-nos

Notícias Mais Lidas

Quem Somos

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco é o órgão que cumpre o DEVER CONSTITUCIONAL DO ESTADO de prestar assistência jurídica integral e gratuita à população que não tenha condições financeiras de pagar as despesas de um advogado. Essa gratuidade abrange honorários advocatícios, periciais, e custas judiciais ou extra-judiciais.

Canais de Comunicação

Agendamento da Capital:
Redes Sociais:

© 2022 Todos os direitos reservados

Precisa de
Atendimento?

Escolha entre as ferramentas disponíveis abaixo para continuar.

Skip to content