Notícias

Interna

Através da Moção de Aplausos DPPE homenageia voluntários no resgate das vítimas do Globocop

 

A emoção tomou conta da homenagem realizada pela Defensoria Pública de Pernambuco na noite de ontem ( 05/02 ) as pessoas que colaboraram no resgate e prestaram os primeiros socorros as vítimas que perderam a vida na queda do Globocop. O acidente ocorrido na última terça-feira, 23 de Janeiro, deixou três vítimas fatais: o piloto do helicóptero, Daniel Galvão, de 37 anos, a 1ª Sargento da Aeronáutica, Lia Maria Abreu de Souza, de 34 anos e o operador de sistemas Miguel Brendo, de 21 anos, responsável pela captação, gravação e transmissão de imagens. Ele trabalhava pela Helisae há um ano e meio – empresa onde fez o curso de operador de sistemas.

Os moradores de Brasília Teimosa que lutaram bravamente para salvar as vítimas do acidente com o Globocop, no último dia 23, nove ao todo, receberam das mãos do Defensor Público-Geral do Estado, Manoel Jerônimo e da Diretora da Globo Nordeste, Jô Mazzarolo certificados da Moção de Aplausos. Também foram homenageados o Sargento do Corpo de Bombeiros, Ederval Francisco da Silva e a Bombeira Civil, Herica Azevedo – responsáveis pelas inúmeras tentativas de reanimação das vítimas.

“Num ato de grandeza e solidariedade, pessoas comuns puseram em risco suas vidas pensando na sobrevivência do próximo. Também estamos rendendo nossas homenagens a Daniel, Lia e o jovem Miguel, vítimas dessa triste tragédia, pedindo tranquilidade e conforto na palavra de Deus à todos familiares e amigos. Estendemos nossa gratidão a Jô Mazzarolo por ter conduzido junto a equipe de telejornalismo da Globo as informações precisas e claros sobre o ocorrido”.

“Eu me sinto humildemente reconhecido por receber essa homenagem da Defensoria Pública. A gente fica feliz, embora a situação ocorrida seja muito trágica. Quando uma instituição tão importante valoriza um ato de solidariedade, mesmo quando a gente não espera nada disto, a sensação de dever cumprido nos motiva e nos emociona muito. Eu lamento demais não haver a celebração da sobrevivência das vítimas. Foi tudo muito rápido. Eu estava na minha casa dormindo quando escutei o barulho, e quando saí de casa eu já vi as pessoas na orla. Com a ajuda de outros moradores começamos a tirar eles do mar”, disse Lázaro Francisco Cabral, 21 anos.

“Estou feliz pela homenagem e ao mesmo tempo não estou por causa das vidas que se foram. Mostramos amor. Nossa comunidade conta com muitas pessoas solidárias. Não são todos que tem amor ao próximo. É muito bom você demonstrar esse sentimento através de atitudes. A gente não pensou que estaríamos correndo riscos por querer tirá-los de lá. Se fossem outras pessoas, iríamos ajudar do mesmo jeito”, enfatizou.

Para o Sargento do Corpo de Bombeiros, Ederval Francisco e a Bombeira Civil, Herica Azevedo, que prestaram os socorros com as manobras de ressucitação das três vítimas, o momento é de estimular a solidariedade entre a sociedade. “Nunca se recusar a ajudar quem precisa, engrandece a nossa própria vida. Fizemos tudo o que era possível até a chegada do Samu. Agradecemos muito esse reconhecimento da Defensoria do Estado e almejamos que o nosso exemplo sirva de inspiração para todos. Sinto por não termos eles aqui conosco, mas tentamos fazer todo o possível que esta em nossas mãos”, falou emocionado o Sargento.

Presenças dos Defensores Públicos Henrique Seixas ( Subdefensor de Causas Coletivas ), Leda Pessoa, Beijanete Bezerra e Fred Azevedo. Presente, ainda, a assessora insituicional da DPPE, Geovanna Pessoa.

 

Redação: Viviane Souza / Ascom – DPPE

Fotos: @jhpaparazzo / Ascom – DPPE

06/02/2018

Galeria de Fotos